O filme “Peixe Grande e suas histórias” (2003) dirigido por Tim Burton é cheio de metáforas e, uma delas remete a nossa percepção, atitude na vida profissional e demais âmbitos. Às vezes somos peixe grande, mas em lago pequeno. A metáfora faz menção a mudança do personagem principal de sua cidade pequena para uma cidade grande. Voltando para a nossa vida, a cidade pequena pode ser entendida como nossa zona de conforto. Quando nos colocamos nela podemos relaxar e não alcançar nosso verdadeiro potencial. Dentro da zona de conforto a cobrança é reduzida ou estamos tão acostumados a lidar com ela que nem nos damos conta que existe. A escolha de sair de sair desse local que se torna prazeroso não é fácil, pois temos a tendência a nos acomodar. Mas encarar novos desafios faz crescer, amadurecer e pode motivar novas perspectivas. A acomodação não permite alcançar novos objetivos, talha a vontade de nutrir novas metas, pois a mudança tende a implicar a saída do local confortável. A junção da maturidade e da coragem faz com que possamos ter fé, lutar por nossos objetivos e acordar pela manhã motivados para encarar os novos desafios.